Desde 2006 servindo algumas lasanhas e muitas abobrinhas.

Marcadores

quinta-feira, 12 de julho de 2007

Férias ou algo do gênero.

Mal girou a chave na fechadura, pensou: "Eu preciso de férias!" Catou do chão as cartas (na verdade eram a cobrança do cartão de crédito e a conta do telefone celular) jogadas por baixo da porta com mau-humor e a certeza que aquilo, aquela vida que levava, não estava certa!
Ainda podia ouvir o professor Pacheco explicando da forma mais desinteressante possível a Epistemologia da Complexidade. Suas pernas eram pura dor pelos 25 minutos no ponto de ônibus após todo um dia trabalho em pé e ainda uma aula sobre a tal epistemologia... "Eu preciso urgente de férias" era o seu único pensamento.
Mas não férias como as suas últimas: fazendo trabalhos para a faculdade, estudando, aproveitando para fazer as revisões médicas, indo resolver problemas pendentes. Ou até realizando pequenas viagens, onde realmente ela conhecia muitos lugares e pessoas interessantes, mas passava o dia e noite toda andando, dançando, nadando...
Não! Ela precisava de férias de descanso: dias na cama despreocupadamente, assistindo a tv e comendo coisas que não dessem trabalho para fazer, como sanduíches e pratos congelados. O dia todo só descansando! Sem preocupações ou ocupações. Simplesmente descanso!
Enquanto tirava a roupa lembrava-se que não havia modo de conciliar as férias da faculdade com do trabalho, já que este é justo quando o comércio tem mais movimento. Isso seria perder dinheiro! "Que droga de vida essa minha!"
Quando sentiu a água morna em seu corpo, lembrou-se há muitos anos quando numa excursão que fez com os pais, ficaram num hotel que tinha uma banheira. Desejou estar naquela banheira simplesmente relaxando ao som de um cd do Djavan. Não era nem necessário férias, bastava um feriadão! Uns três dias já iria recarregar suas baterias. Mas como, se trabalhava nessas datas? Fechou a torneira com raiva.
Além disso, até a foramtura, sempre haveria um texto para ler, um ensaio para escrever, um trabalho de equipe para ir, tomando assim seus dias de folga. Estava sem apetite, foi dormir.
Já na cama pensou: "Amanhã eu não vou! Vou faltar na loja, vou faltar na faculdade. Eu quero é que tudo exploda! " Com satisfação imaginou no dia seguinte ligando para dar uma desculpa, o dia inteiro deitada despreocupadamente e lembrou que tinha lasanha no congelador, então era só colocar no microondas. Isso mesmo! Ela não iria! Perderia a féria do dia, mas se daria férias. Uma pequena, mas muito merecida férias! Não olharia o caderno, nem ao menos abriria a bolsa. Se ligassem, não atenderia. O máximo de esforço que faria era talvez ir à locadora e locar um filme, comprando um lanche hiper-delicioso no caminho. Sorria ao planejar o dia seguinte.
E assim acabou adormecendo, feliz que teria um dia de descanso.
*************************************************
07:00
O despertador toca.
Ana levanta sem ao menos se espreguiçar vai logo tomar uma chuveirada antes que perdesse a coragem para tal e para acordar logo de uma vez.
Mais um dia, como tantos outros, à aguardava.



9 comentários:

Viviane H. Laubé disse...

Adorei o texto. Que pena que ela realmente não faltou! Estava torcendo por isso ;)
Ps: Preciso de uma dessas férias URGENTE!

beeijo ;**

Larissa Bohnenberger disse...

Adorei o blog... ah, com eu entendo essa necessidade de férias de descanso! Graças a Deus meu dia chegou! Hoje é o primeiro dia das minhas férias! Até agosto tudo o que farei sera coçar, ver tv, dormir, comer!
Tudo de bom!!!!!!!!!!!
Pena que passa rápido!
Bjs!

Elza disse...

Ahh texto legal!!
Muitas e muitas vezes vou dormir pensando assim, amanhã não vou fazer isso, e tbm aquilo outro, sóm que quando chega o amnhã faço igualzinha a sua persogem, fica só na vontade.
rsrs..
bom final de semana

Rodrigo Silva disse...

ferias faz bem a qualquer um rapaz \o/

Fábio C. Martins disse...

Ótimo!!
Parecia até comigo quando estava trabalhando. Fazia de tudo pra inventar uma desculpa e tirar o dia de folga, mas na hora H, batia aquele peso na consciência e acabava indo resolver os problemas dos outros.

Enfim, essa é a vida.
Beijos e um ótimo final de semana.

Jeff McFly disse...

Férias... há quant tempo não sei o q é isso... nem.

Obrigado pelo comantário lá no arrot, vanessa! A Abrobrinha sempre foi bem vinda, viu?

André disse...

Férias comandam!
hahahahaha
Bjs!

Rafael Barbosa disse...

Poxa, esqueceu de desligar o despertador hein? Sempre ele!
Texto foda!
bjo!

Anninha disse...

Puxa vida, eu sou meio Ana. ;(

Queira que ela tivesse tido coragem, pra ver se me dava coragem também, hehehe.