Desde 2006 servindo algumas lasanhas e muitas abobrinhas.

Marcadores

terça-feira, 13 de março de 2007

A barata da vizinha.


"Toda vez que eu chego em casa
a barata da vizinha está na minha cama"
Só Prá Contrariar

BLIM BLOM... BLIM BLOM... Susto! Com o coração acelerado, olho o relógio na cabeceira: 2:16. O que será que aconteceu? BLIM BLOM...

Como coração ainda aos pulos me dirijo a porta. Olho no olho mágico e vejo minha vizinha do apartamento ao lado, cabelo desgrenhado, camisolão, e a filha de cerca de dez anos com uma vassoura na mão. Abro a porta ou não abro?

BLIM BLOM... Abri.

- Oh vizinha, me perdoe te acordar a essa hora! Mas eu não pude evitar! Há mais de uma hora que a gente tá tentando matar uma barata horrorosa, enorme, nojenta. Só que ela conseguiu fugir e passou por baixo da sua porta.

- Minha porta, vizinha? - Assim como ela não sabia meu nome, eu não sabia o dela.

- É sim! A Sônia tava correndo pra matá-la, ela passou por debaixo de minha porta. Quando eu abri a porta, já havia passado por baixo da sua.

- Nossa! E isso foi agora?

- Faz uns cinco minutinhos já! Eu não bati logo aí por causa do horário, você devia tá dormindo e eu ia te acordar. Mas só de pensar no perigo que você tava correndo com um monstro desses na sua casa...

Tive que me segurar pra não dizer que não era pra ela me acordar mesmo! Onde já se viu? Mais de duas horas da madrugada e buzinam na minha porta por causa de uma barata. Mas preferi dizer:

-Mas vizinha... Se já fazem cinco minutos, como eu conseguirei encontrar a barata de novo? A barata pode estar em qualquer lugar! Mas não tem problema! Aqui em casa tem várias daquelas iscas pra baratas.

- Isso é um absurdo! Um condomínio tão caro e a gente tem que conviver com esses monstros! Em vez de detetizarem direito esse prédio, expulsar de vez esses seres repulsivos!

-Mas não adianta o condomínio e alguns apartamentos fazerem a detetização se os outros...

O gato passou entre minhas pernas e quando olhei pra ele, vi na parede o tal monstro. Nem era tão grande assim! Como eu não mato baratas na base da chinelada, pois esbagaça toda e espalha aquela gosma amarela, disse -A barata!!!-e sai correndo até a área de serviço pra pegar o detetizador.

Na volta não havia mais ninguém, só a barata continuava no mesmo lugar. Joguei o veneno na barata, que saiu andando um pouco e eu atrás dela apertando o detetizador. Percebi que a porta da vizinha continuava aberta com as luzes acesas.

Enquanto esperava a barata virar de costas, ficando com as patas pra cima, pensava o que tinha acontecido com a vizinha. O gato em cima na cadeira me olhava com cara de interrogação. Quis ir lá chamar a vizinha, mas aí eu podia perder a cena da barata se virando, que eu nunca tinha presenciado. Com um olho na barata e outro na porta ao lado, não me aguentei! Cheguei na porta e chamei:

-Vizinha. Ô, vizinha...

Nada! Parecia que o apartamento tava vazio. Resolvi buzinar. PRIIIIIIII... A porta da suíte abriu e o vizinho apareceu com o rosto inchado de sono. Ele olhou surpreendido a fato da porta já estar aberta e as luzes acesas. Eu perguntei pela vizinha e ele percebeu que ela não estava. Eu contei o que aconteceu.

- Bem que eu tava ouvindo uns barulhos, mas achei que eram do meu sonho mesmo! Sabe, Dilza morre de medo de baratas. Tem verdadeiro pavor! Quando ela tava grávida de Sônia, quase teve um aborto espontâneo por causa de duas baratas. Ela morre de medo! - disse o vizinho rindo, que eu ainda não sabia o nome, ao contrário da vizinha que agora eu sabia se chamar Dilza.

Fui olhar a barata e ela já havia virado. Puxa! Perdi mais uma vez! Pedi licença pra o vizinho e fui buscar a pá de lixo. O vizinho disse que ia ficar lá na porta esperando pra ver se a esposa e a filha apareciam. Eu, curiosa que sou, deixei minha porta aberta também.

Já estava recolhendo os restos mortais da barata, quando Dilza e Sônia reapareceram. Assim que Dilza viu a barata morta na pázinha, deu um grito e se escondeu atrás do marido.

- Calma, ela já está morta! Mas onde você estava? - perguntou o marido.

-A barata tava na casa da vizinha. Quando ela viu ela correu. Você acha que era eu quem ia ficar aqui pra enfrentar a monstrenga? Eu corri pra escada e Sônia veio atrás de mim!

-Mas não é justamente a escada que tá cheia de baratas? - observei.

Filha e mãe deram um gritinho e saíram correndo... pra dentro da casa delas mesmo! Rindo, eu e o vizinho nos despedimos e ficou eu com a barata na pázinha e o gato me olhando ainda com cara de interrogação.

17 comentários:

Des[Construíram] disse...

Que estardalhaço por conta de uma baratinha!
Boa, moça!
Essa é ótima: "olhando com cara de interrogação."
Fica na paz.

caio arroyo disse...

Caramba que escandalo por causa de uma barata, otima historia, fiquei com do é da barata rsss

A.J. MARTIN disse...

Barata nem é lá grande coisa, se fosse um rato cinza com um rabão, aí sim valeria todo o estardalhaço!
hehehehehehehe
Bjs

KleberPicui disse...

Olá, vanessa.

Vim em outro blog você com uma certa dúvida ou receio sobre o programa do google que fornece anuncios para sites/blogs.

Eu particularmente recomendo, é um programa sério e paga certo e bem.

No site: http://guerras.sabermais.info/ você pode ver alguns anúncios do sistema, inclusive tem um link para cadastrar-se caso se interesse (na sessão "links úteis)

Também uso no meu blog, pode conferir: kcordeiro.blogspot.com

Abraço

Inaiara disse...

Haha, muito legal a história! Eu também morro de medo de barata, mas não é que nem a tua vizinha não o.õ
Minha mãe também já quase teve um aborto espontâneo por causa de bicho, mas era um rato que tava subindo pela perna dela quando ela tava dormindo... Ela também ficou bem traumatizada haha

Beijo

www.aboutmusic.myblog.com.br

LIMA disse...

Parabéns pelo Post e pela sua coragem em enfrentar temíveis baratas !!! Não consigo acreditar que alguém tenha medo de barata! Ter nôjo é perfeitamente compreensível. Mas medo? Uma baratinha não é nada perto dos inúmeros obstáculos e vicissitudes da vida. Sem ser machista, não sou nem perto disso, credito esse "medo" a um desejo, inconsciente, de ser madame. Um abraço.

Suzana disse...

Oi vim ver seu blog por causa da comu do orkut....
Morri de rir com o post!!!
Passa pra conhecer o meu blog, é meio fresquinho massssss, me visita!!!

Ana Marques disse...

Gatos são ótimos.

Estão sempre nos olhando com aquela cara de:

- Mas que diabos você está fazendo agora? Quer ser mais estranho...

LIMA disse...

Atendi a sua sugestão e postei nos comentários do meu blog:
"Por sugestão da Vanessa, o título do Post, que era "Que sonho!" foi trocado por "A Máquina", já que esta foi a vilã que impediu a seqüência do sonho, o que é lamentável.
Valeu Vanessa !!! Beijos."

Viu como vc é poderosa !? Obrigado! :)

Fells disse...

Se fosse uma cigarra tava explicado, cigarras parecem barats superevoluidas.. XD, ha e q vizinah chata, devia ter batido a porta na cara dela, apesar de ela achar q estava ajudando..
hehe, adorei o blog hein, fiz o teste do firewall chines e meu blog NÃO pode ser visto na china, é subversivo... estou com medo de ser presa.

Daniella Living disse...

Acredito que nem se fosse um rato cinza com rabão, como disse o A.J. Martin, valeria acordar às 2 da madruga... fala sério.

Apesar do inusitado fato, deve ter sido hilário ver as duas tendo "chiliques" por causa de uma barata.

Anninha disse...

huahuahuahhauah... Pobre barata, se soubesse que é tão temida aproveitaria muito mais seu poder assustador!

Agora vou observar a morte das baratas para ver a exata horinha em que elas viram as patinhas para cima, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

:)

Julie disse...

Tenho pavor de barata!
Mas eu mato... huahuahuaheua...
Vizinhas engraçadas ^^

Azul Abacate disse...

hahahhaahha~
ótima estoria...
e muito bemescrita!
Volte sempre
=*

Edson Bezerra disse...

Moro no 9º andar de um prédio e não conheço essas criaturas horrendas.
Mas um vez estava em uma reunião que haviam outras 9 mulheres e apenas dois homens. Olhei ao lado (a reunião estava chata demais) e vi uma barata se deslocando para o lado da mesa.
Me levantei tranquilamente, fazendo de conta que iria pegar um café, e dei um pisão não bichinha.
Depois fiquei pensando como seria engraçada a cena da mulherada subir nas cadeiras à minha frente.
Que pena... perdi uma oportunidade maravilhosa de dar ótimas risadas

Jeff McFly disse...

meu Deus! quanto furdunçopor causa de uma baratinha? Mas... vem cá: vc num varreu ela de volta para a casa da sua vizinha n? eutinha feitop a mesma coisa para matar ela!!!

kkkk

Bjo. Visita o Arroto para vc ve outra baratona.

gui¬¬ disse...

MEU DEUS DO CÉU! hahahaha isso aconteceu mesmo, de verdade? É que é inacreditavel hahahahaha

muito foda esse post! amei mesmo!
Vai ter medo assim lá na China rsrsrs

a respeito da musica, putz, cê tirou do fundo do baú hein? hashashauaa

adorei! beijo!