Desde 2006 servindo algumas lasanhas e muitas abobrinhas.

Marcadores

domingo, 22 de junho de 2008

Encenando


Ás vezes o que eu preciso é não saber. Ou então esquecer. Ou ao menos dormir. Dormir prá esquecer e não saber.
Mas a teimosia de ver e saber é maior. Essa terrível ditadura de tomar conhecimento de tudo, de perceber as entrelinhas, de notar as críticas disfarçadas de elogios.

O jeito é entrar nessa grande encenação. Todos em suas marcações, dizendo direitinho suas falas, com a dramacidade necessária a cada cena. Mas sem esperar os aplausos ao fim do espetáculo.




2 comentários:

jocivan disse...

eu sei, minha filha, eu sei!

(www.osfilhosdoshippies.zip.net)

gui ¬¬ disse...

moça, 'cê postou algum vídeo ou coisinha além do textinho? é pq não aparecer... :(

enfim, que dura a vida dos que questionam, não é mesmo? é tão mais fácil alienar-se... fazer o quê, quem mandou querer saber?!

beijo!